Barra um retrato do Brasil

Barra um retrato do Brasil
Autor: Frei Arlindo Itacir Battistel
Formato: Brochura
Disponibilidade: Em Estoque
ISBN:
Preço: R$ 45,00
Qtd:     - OU -   Lista de Desejos
Comparar

O conteúdo presente nesta obra trata-se da história antropológica, fotografias e entrevistas feitas na cidade da Barra no estado da Bahia. A ideia da construção surgiu quando o autor,  Frei Arlindo Battistel foi convidado para trabalhar neste município substituindo seu colega. Ele percorreu 1580 km por via terrestre saindo de Passo Fundo no RS. Ao chegar, olhando para a estrada em construção e os postes que conduziam energia elétrica na longa beira do rio São Francisco, logo se deu conta que estava assistindo ao ocaso de uma época e ao crepúsculo de uma nova.

Então, teve a ideia de fotografar e registrar costumes seculares que com a chegada das inovações tudo iria desaparecer. Rapidamente ele começou a compor uma antropologia visual dos brejos e da Barra, convencido de que com o passar dos anos, a paisagem e, sobretudo a mentalidade das pessoas sofreriam profundas transformações, porque com a facilidade de transporte levaria a um progresso econômico e com a entrada da energia elétrica e da televisão surgirá outra mentalidade e outros costumes. Também desapareceriam sistemas, trabalhos, artesanatos, modo de alimentação, hábitos, crenças, relacionamentos sociais e familiares, costumes e modos de ser. Se o leitor anda-se 40 quilômetros sertão adentro, ter-se-ia a impressão de voltar três mil anos na história, porque os carros de boi são totalmente de madeira, as casas são cobertas com palhas e as paredes presas e costuradas com fibras vegetais parecendo não terem ainda alcançado a era do ferro.

As pessoas dormem no chão nu, comem com as mãos, sem talheres, algumas parteiras dão à parturiente, óleo com pimenta malagueta para ajudar a parir, crianças são alfabetizadas debaixo de árvores escrevendo na areia e outras usam suas pernas como mesa de apoio para poder escrever, o jegue é o principal meio de transporte e o prato principal é a farinha de mandioca. Por isso, ele reuniu suas fotografias e entrevistas, junto com o trabalho da professora Joana Camandaroba que compôs um esboço histórico, antropológico e folclórico da cidade da Barra e seus brejos. O objetivo foi o de apresentar aspectos da antropologia da Barra e seus brejos, para estimular os estudantes a conhecerem e valorizarem sua rica cultura, e aos estudiosos barrenses, para que aprofundem e completem os temas abordados.

Est Editora © 2018