Conflitos Agrários no Norte Gaúcho. 1980-2008

Conflitos Agrários no Norte Gaúcho. 1980-2008
Autor: João Carlos Tedesco
Formato: Brochura
Disponibilidade: Em Estoque
ISBN: 9788575170847
Preço: R$ 40,00
Qtd:     - OU -   Lista de Desejos
Comparar

Neste volume é apresentado um conjunto de lutas sociais que revelam as contradições das formas históricas de apropriação e uso da terra camponesa no Brasil. É privilegiado três grandes frentes de movimentos sociais que lutaram pela re-apropriação de um pedaço de terra: pequenos camponeses, indígenas e atingidos pelas barragens. O norte gaúcho se revela um palco de grandes embates, organizações e mediações de grupos sociais na luta pela terra em nível de Brasil.

Desse conjunto histórico de movimentos, pós anos 80, inúmeros processos decorrem, dentre eles o MST, o movimento de mulheres trabalhadoras rurais, o esgotamento da fronteira agrícola e portanto a resistência de camponeses aos processos de colonização no Centro-Oeste e Norte do país, novas mediações e agremiações se envolvem e ou se contrapõem à luta pela terra. O espaço, palco dos conflitos é uma região de vanguarda no processo de modernização produtiva no meio rural, consolida o granjeiro como expressão dos novos tempos, das exigências de uma agricultura produtivista. Pequenos camponeses e grupos indígenas não estavam nos quadros desse modelo. Inaugura-se e ou se dá sequência a um complexo conjunto de relações de difícil solução, principalmente quando envolve a luta entre empobrecidos pelas políticas públicas e pelas estruturas sócio-jurídicas que ampararam a dimensão da grande propriedade da terra e do modelo produtivo que se consolidava.

Nesse quadro, deflagram-se movimentos de grande expressão em nível de Brasil como é o caso da Fazenda Annoni, da reserva indígena de Serrinha e das barragens no rio Uruguai. Encerramos o volume mostrando que, em 2008 os mesmos processos ainda se fazem presentes: a construção de barragens ainda continua os acampamentos também (Fazenda Coqueiros), os índios lutam por reaver seus antigos territórios.  A presente coletânea adentra por essas questões; coloca em evidência um período que, ainda que tenha sequência nos dias atuais, ficou marcado pela intensa efervescência política de grupos subalternizados no campo em luta pela transformação e emancipação social.

Os assuntos tratados nesta obra: O Acampamento Natalino; Os conflitos na Fazenda Annoni; A Reserva de Serrina e a realocação de colonos; Os Atingidos pelas Barragens no rio Uruguai; O conflito na Fazenda Coqueiros; O movimento de pequenos agricultores e a Fetraf; O Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais, Migrações para o Norte do País; Memória e ritualidade na luta pela terra dentre outros.

Ano: 2008

Edição: 1ª

Editora: EST Edições

Idioma: Português

Páginas: 280

Papel: Ofício

Est Editora © 2019