Diccionario Historico Geographico e Estatístico de Alfredo Chaves – RS

Diccionario Historico Geographico e Estatístico de Alfredo Chaves – RS
Autor: Gaspar Pimentel
Formato: Brochura
Disponibilidade: Em Estoque
ISBN:
Preço: R$ 30,00
Qtd:     - OU -   Lista de Desejos
Comparar

O município gaúcho de Alfredo Chaves manteve essa denominação por meio século. Tornou-se célebre dentro e fora do Brasil. Teve que trocar o seu nome por exigência do Conselho Nacional de Geografia, porque havia uma cidade homônima, mas antiga, no Estado do Espírito Santo. O criador do nome Veranópolis foi oficializado por um decreto-lei que ocorreu em 29 de Dezembro de 1944 por Mansueto Dal Pai, e a escolha deu-se por aclamação em assembleia.

Já a designação veranense deveu-se a Adriano Farina e está consagrada no Novo Dicionário da Língua Portuguesa de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira: de ou pertencente ou relativo a Veranópolis – RS, ou natural ou habitante de Veranópolis. A obra descreve a evolução demográfica de Veranópolis bem como dos municípios que dele se desmembraram. A povoação, meios de transporte, produção, indústrias fabris e pastoris, importação, riqueza pública do município e curiosidades em geral. Nome e localização das linhas com suas séries e secções.

Apresenta um levantamento dos profissionais que estavam atuando na referida colônia nos seus primeiros 25 anos de fundação: advogados, agrimensores, alfaiatarias, açougues, alambiques, barbearias, botequins, fábricas, dentistas, ferrarias, funilarias e muitos outros.

Ano: 1987

Edição: 1ª

Editora: Posenato Arte & Cultura

Idioma: Português

Páginas: 126

Papel: Ofício

Est Editora © 2019