Educação Física: da alegria do lúdico à opressão do rendimento

Educação Física: da alegria do lúdico à opressão do rendimento
Autor: Silvino Santin
Formato: Brochura
Disponibilidade: Em Estoque
ISBN:
Preço: R$ 15,00
Qtd:     - OU -   Lista de Desejos
Comparar

Esta obra persegue dois objetivos. O primeiro consiste em resgatar o brinquedo como uma manifestação especificamente humana que precisa ser preservada e cultivada. O segundo pretende ser uma voz denunciante da ideologia perversa, enraizada nas ciências e na técnica, que acabou reduzindo o homem a uma mera máquina de rendimento. A vida humana transformou-se num manancial energético a ser investido em sistemas produtivos. A vida deixou de ter valor em si mesmo para encontrá-lo nas obras realizadas. A violência do momento atual parece confirmar cada vez mais que a vida não tem valor.

Em nome de um sistema de produção, gerador de uma economia concentradora, condena-se à morte, pela fome, milhões de seres humanos. Os fantásticos e “encantadores” poderes das máquinas, desde os artefatos mortíferos da guerra até as artimanhas publicitárias dos meios de comunicação de massa, continuam produzindo e alardeando violências, cuja vítima maior é a vida: bombas que aniquilam a vida e preservam as construções; bombardeios cirúrgicos que extirpam vidas no interior de seus esconderijos; economias que somente fazem o balanço dos valores financeiros, jamais os da vida; programas de educação planejados como investimentos econômicos para produzir mão de obra, isto é, ferramentas de trabalho.

O espírito lúdico seria, na visão trabalho, uma alternativa para voltar a cultuar a vida; pelo simples fato de que ela merece ser vivida, da mesma maneira como o brinquedo é uma atividade que se faz pelo simples desejo de querer brincar.

Est Editora © 2019