Cristãos-Novos e Inquisição na América Meridional

Cristãos-Novos e Inquisição na América Meridional
Autor: Fábio Kühn et al.
Formato: Brochura
Disponibilidade: Em Estoque
ISBN: 9788577273355
Preço: R$ 44,00
Qtd:     - OU -   Lista de Desejos
Comparar

Os textos reunidos neste volume são trabalhos de pesquisadores renomados sobre o tema, acrescidos de resultados de algumas contribuições acadêmicas. Os dois textos iniciais tratam da história da Inquisição e da perseguição aos cristãos-novos em Portugal. A professora Anita Novinsky, discute a criação de um “tribunal para os judeus” tentando entender as raízes do antissemitismo e as formas com que este se manifestou no reino português, com a conversão forçada dos judeus, transformados em cristãos-novos, além da criação de um tribunal inquisitorial.

Já o trabalho de Wilson Ruivo dos Santos, revela a extensão das judiarias portuguesas, disseminadas pelo território lusitano. Trata também dos autos-de-fé e das práticas religiosas dos cristãos-novos, marcadas pelo sincretismo. Os textos seguintes aproximam-se da questão da diáspora cristã-nova para o Novo Mundo, analisando a inserção dos marranos na América espanhola e na América portuguesa. No texto de Miguel do Espírito Santo são analisadas as linha de penetração dos cristãos-novos portugueses na região do rio da Prata e no Peru, evidenciando as formas pelas quais os comerciantes lusitanos de origem judaica penetraram nos circuitos mercantis na América hispânica, através do tráfico de escravos. Lina Gorenstein mostra o deslocamento do eixo-econômico da colônia para o centro-sul no século XVIII.

Sérgio Mota e Silva apresenta um interessante estudo de caso onde visitou a vida de Luis Henrique de Carvalho, cristão-novo que migrou e constituiu família no Continente do Rio Grande no final do século XVIII. Fechando o volume aparecem dois textos que tratam da atuação de Santo Ofício na região meridional da América português, mas voltados para outros campos de atuação da América portuguesa, mas voltados para outros campos de atuação inquisitorial.

Lucas Monteiro apresenta alguns resultados sobre os processos inquisitoriais que envolveram moradores do Rio Grande de São Pedro e finalizando estão os textos de Fábio Kühn, que estudou a presença de familiares do Santo Ofício na capitania do Rio Grande e na Colônia do Sacramento.

Ano: 2011

Edição:

Editora: EST Edições

Idioma: Português

Páginas: 136

Papel: Ofício

Est Editora © 2022